Página Inicial

quarta-feira, 23 de março de 2011

O que Não Fazer nas Mídias Sociais - 5 Dicas




No artigo anterior dei 5 dicas de sucesso para suas ações nas mídias sociais que se seguidas corretamente te dará um bom retorno. Como em qualquer ação nós temos o que devemos e o que não devemos fazer, decidi  abordar nesse artigo, em 5 dicas, o que não fazer nas mídias sociais.

Mídias Sociais

Ops, chorar e lamentar também não pode, e muito menos colocar a foto do seu filho no seu perfil, rss..., mas vamos as cinco dicas propostas para esse artigo:

Vender, Vender e Vender!

As mídias sociais não são um lugar para se vender e sim para se ter proximidade com público, as vendas são consequência de um relacionamento. Por isso, não use desse ambiente para divulgar, divulgar e divulgar suas promoções e sim para se relacionar. Recomendo a leitura do artigo As redes sociais vendem? Para aprofundamento desse ponto.

Ops! Errei!

Se errou e percebeu bem rápido, retire o erro do ar. Mas se demorou a ver, você pode ter duas saídas: Se for no twitter ou facebook envie outras mensagens no momento que viu o erro para tentar abafar o caso, mas se não der certo e o  “vacilo” já percorreu na web o melhor e se desculpar para todos. Caso o seu erro foi em outras mídias como: Youtube, Vimeo, Videolog, no blog coporativo da sua empresa, Slideshare, enfim, qualquer outra mídia que a informação disseminou, o melhor a fazer é se desculpar pelo ocorrido. Não tente enrolar o público, pois o efeito poderá ser ainda pior.

Usar script, técnicas proibidas e sites que prometem muitos seguidores.

Não use scripts, técnicas proibidas e/ou sites que prometem milhares de seguidores, visitantes, enfim, não use esses artifícios para ganhar popularidade e/ou visibilidade ao seu negócio. Para ilustrar vou citar duas situações que devem ser evitadas:

1 – Para se ganhar seguidores no twitter existem diversos sites que prometem isso, mas, o uso dessas ferramentas não irão acrescentar em nada, e, mais, poderá dar dor de cabeça no futuro. Para fazer testes criei um perfil no twitter e usei esses sites, o resultado foi o que eu já sabia ganhei vários seguidores, mas, nenhum deles de “qualidade”.

Esses sites não selecionam as pessoas que irão te seguir. Com certeza você terá melhores resultados com poucas pessoas te seguindo, mas que o fizeram por espontaneidade do que com pessoas que te seguiram por esses sites (ou programas). Imagine que seu interesse seja tecnologia, qual é a vantagem de ter um seguidor que, por exemplo, odeia tecnologia e gosta de futebol, coisa que você repugna. Tenho resultados bem melhores com um perfil com poucos seguidores, mas que o fizeram por livre e espontânea vontade do que com o perfil que tenho seis vezes mais seguidores, mas vindos desses sites.

2 – Com o intuito de ganhar mais visitas para seu blog e/ou site algumas pessoas utilizam de técnicas proibidas para se dar bem nos buscadores (Ex: Google). Com o intuito de melhorar sua posição eles utilizam as técnicas proibidas também chamadas de Black hat.

Desprezar alguém.

Na internet não podemos mensurar o que uma pessoa é capaz de fazer e qual e sua capacidade de difundir uma informação, então nunca despreze ninguém que está insatisfeito com seu produto/serviço, pois, podemos ter um grande problema no futuro. São vários os exemplos de pessoas que ficaram insatisfeitas com uma empresa e que por não ser atendido criou vídeo denegrindo-a e que estouraram de visualizações, ou pessoas que fizeram reclamações nas redes sociais e essas informações se espalharam.


Não dar crédito a fonte.

Se inspirou em um artigo alheio para a geração do conteúdo do seu site ou copiou e colou esse artigo no blog da sua empresa, usou imagens de outrem, Twitou uma mensagem que não é sua, disponibilizou um vídeo de terceiro... enfim, qualquer coisa que for “repassar para frente” e que não seja sua, dê o crédito para o autor.

Fonte da imagem: http://daveanddawncook.com

3 comentários:

  1. Adalvan Daniel Martins25 de março de 2011 06:32

    Obrigado pelas dicas Ricardo!
    Ótimo post!

    Abraço...

    ResponderExcluir
  2. Legal Ricardo,
    Temos desenvolvido campanhas digitais a mais de 5 anos aqui no Brasil e hoje contamos com clientes de bastante representatividade a nível nacional. Procuramos seguir sempre estas dicas. Porém tem mais três que vou dar agora. O cliente compra de você por 3 motivos na Internet.
    1 - ele precisa
    2 - Você gerou a necessidade
    3 - ou Ele confia

    isso é igual ao mundo real, afinal de contas você não vai sair confiando em qualquer um que lhe passa informação e nao diz de onde vem.
    Leonardo Pacher - Diretor Comercial
    www.v8web.com.br/blog

    ResponderExcluir
  3. Olá Leonardo,

    Muito obrigado por complementar o texto.

    É verdade, o cliente compra de uma empresa quando acontece os três pontos que você abordou, e o segundo e o terceiro é função nossa (da empresa) de fazer acontecer.

    Abraços

    ResponderExcluir